Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

[97] 5 Questions

5 Questions é uma série de livros separados por áreas chaves da filosofia, como Epistemologia, Filosofia da Matemática, Filosofia das Ciências Socais etc, cujo propósito é entrevistar os represantes mais proeminentes da área com 5 questões, interrogando a sua formação, seu trabalho de maior impacto na área, os cursos de investigação frutíferos e aqueles que julgam como uma boa aposta para o futuro ou os rumos que acreditam que a disciplina irá tomar. O volume Mind and Consciousness ainda não saiu, mas é possível encontrar o esboço das respostas de alguns filósofos:

David Chalmers, David Rosenthal, Michael Tye e Stephen Stich.

Saliento a resposta do Stich sobre o seu trabalho de maior impacto. Para ele não foi nenhum artigo ou idéia em especial, mas sim o seu trabalho árduo junto aos seus orientandos para posicioná-los bem no mercado de trabalho, em especial, preparando-os para enfrentar a resistência que encontram por adotar uma abordagem ligeiramente heterodoxa em filosofia, chamada de…

[96] Fenomenologia

Apesar da resenha não ser completamente positiva e apontar para algumas faltas e falhas consideráveis, eu gostaria de ter a grana para comprar o livro (The Phenomenological Mind, Gallagher) resenhado por Beaver. A fenomenologia está novamente em alta, como já havia salientado em [91]; não, obviamente, como um projeto de descobertas aprioristicas como fora no passado. Agora é preciso acomodá-la ao paradigma naturalista dominante. Neste quadro, a fenomenologia tem uma função bem específica a cumprir: descrever bem a nossa experiência. Muitos estudos cognitivos e neurológicos pecam em seus resultados por partirem de descrições ruins ou equivocadas da experiência, em especial, quando a temporalidade está envolvida. A fenomenologia, assim, reaparece como um método descritivo cujo objetivo é capturar, na perspectiva da primeira pessoa, o que se passa na sua experiência e, ao mesmo tempo, fazê-lo de uma forma "rigorosa", apropriada para fins científicos. É possível? Não sei. Antes …