Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

[161] Modos de filosofar, filosofia e política

A filosofia tem muitos modos de ser, sem que nenhum tenha privilégio sobre os outros, ou pelo menos muitos deles são tão dignos e louváveis quanto qualquer um dos outros. Levou alguns séculos para que o comentário, um modo particular de filosofar, pudesse vir a ser. Ele sugriu apenas no séc. II a.C. A consciência nítida da diferença entre o comentário e a discussão aparece pela primeira vez em Alexandre de Afrodísio: "Essa forma de discurso (a discussão de teses) era habitual entre os antigos, e é dessa maneira que eles davam suas aulas, não comentando os livros como é o caso agora (com efeito, nessa época não havia livros desse gênero), mas, sendo posta uma tese, eles argumentavam a favor ou contra, para exercer sua faculdade de criar argumentações, apoiando-se em premissas admitidas por todos".

É natural que o comentário só tenha surgido após o estabelecimento de uma certa tradição, de outro modo, não haveria o que comentar. Porém, não é trivial que, uma vez que estejam dad…

[160] O valor da vida

Uma vida feliz pode não ter valor algum.  Este é um julgamento que podemos fazer externamente. Eu posso, de fora, olhar a vida de outra pessoa, reconhecer uma certa abundância de felicidade, de bem-estar, mas negar valor a esta vida, negar que seja uma vida louvável de ser vivida, o que não implica que não seja aceitável que seja vivida. Poderia alguém, no entanto, fazer o mesmo julgamento a respeito da sua própria vida? Acho que não. Pode realmente alguém reconhecer a sua vida como, no geral, feliz sem reconhecer, ao mesmo tempo, que ela tenha valor? Mesmo alguém que tenha muitos prazeres, mais prazeres que sofrimentos, se esta pessoa não vê o viver desses prazeres como algo louvável de ser vivido, ele não reconhecerá a sua vida como uma vida feliz. Ele necessariamente sentirá uma falta ou ausência que o afasta da vida feliz. A incógnita que carregamos em nossos corações é que não temos por certo esse ponto arquimediano a partir do qual poderíamos julgar o valor de nossas vidas. Gost…